Foi ótimo passar alguns dias no espaço da Schneider Electric no recente evento Interop 2014, em Las Vegas, principalmente porque tive a oportunidade de conhecer muitos clientes com histórias interessantes de experiências com produtos da Schneider Electric – histórias extremamente positivas, devo acrescentar.

Mas também foi bom conhecer algumas pessoas que vão à Interop há tanto tempo quanto eu, ou seja, quase desde o início. Da primeira vez fui como repórter da Network World, no início da década de 90, quando o evento dava os seus primeiros passos como uma reunião informal para gurus das áreas UNIX e TCP/IP. Empresas como a Cisco eram pioneiras na altura – e costumavam dar grandes festas.

Um dos participantes no evento deste ano foi Jonathan Broome, Diretor de Tecnologia da Linq3 Technologies, que desenvolve software que permite a venda de bilhetes da lotaria em locais como caixas automáticas (ATM) e bombas de gasolina. A empresa tem pouco mais de 5 anos, indica, mas a sua experiência com a APC remonta a cerca de 20 anos atrás. Assim, ele podia falar tanto da progressão da tecnologia da empresa, como do próprio evento Interop.

Atualmente, valoriza grandemente os produtos da Schneider Electric nos escritórios da sua empresa, mais que ao seu centro de dados. Isto, porque o centro de dados está localizado numa instalação de colocalização, que possui fontes de energia elétrica dupla, gerador de emergência completo – tudo. Porém, a empresa usa PDU geridas da APC by Schneider Electric em cada bastidor. “Elas dão-nos total conetividade e controlo sobre a alimentação de cada máquina”, afirma.

Os edifícios de escritórios da empresa são outra história. "A alimentação é muito incerta", informa Broome. "Assistimos, mensalmente, a diversos incidentes na alimentação elétrica dos nossos escritórios."

O único gerador de emergência destina-se aos sistemas do edifício, sendo usado para fornecer energia aos elevadores, iluminação de saídas e outras áreas – e não para os locatários.  Assim, ele usa fontes de alimentação ininterrupta Smart-UPS da APC by Schneider Electric para suportar os computadores do escritório e os comutadores que fornecem as ligações de rede ao centro de dados remoto.

“Confiamos nelas para regular reduções de tensão e assegurar o funcionamento durante os apagões totais que, infelizmente, ocorrem”, afirma, "com a falha de energia a durar uns 5 a 30 minutos". As unidades Smart-UPS permitem suportar pequenos cortes de energia. Para os mais prolongados, elas asseguram que a empresa pode desligar suavemente as máquinas, sem que se perca qualquer trabalho e as máquinas voltam a ligar-se rapidamente quando a energia é restabelecida.

Dada a sua longa experiência na área de TI e com produtos APC, perguntei a Broome o que pensava da progressão da linha de produtos ao longo dos anos.

"Uma coisa que tem sido consistente são as suas características sólidas, bem construídas”, respondeu. "Claramente, os pontos de eficiência melhoraram, os preços baixaram, as capacidades de monitorização e de gestão aumentaram bastante. E coisas simples, como o aumento da duração da vida de baterias e outras questões semelhantes.  Por isso, tudo tem corrido muito bem."

Coloquei uma questão semelhante sobre o próprio evento Interop. “No início, era uma mostra de tecnologia pura, sem os espaços sofisticados", afirma. "Agora, temos, definitivamente, espaços sofisticados e a mostra acompanhou as mudanças tecnológicas também. Tornou-se muito mais convencional."

Não podia estar mais de acordo. Assista ao vídeo para assistir a toda a minha entrevista com Broome.