Foi uma grande experiência passar um par de dias no stand da Schneider Electric na recente exposição Interop 2014 realizada em Las Vegas, principalmente porque conheci numerosos clientes que me contaram histórias –absolutamente positivas, devo dizer– sobre suas experiências com os produtos da Schneider Electric.

Mas também gostei de encontrar pessoas que participam das exposições Interop desde que eu comecei a participar, isto é, mais ou menos desde o começo. No início, eu participava como cronista para a publicação Network World, em começos da década de 1990, quando o evento estava apenas se firmando como espaço de intercâmbio para os gurus das tecnologias UNIX e TCP/IP. Nessa época, a Cisco e outras empresas do seu tipo estavam engatinhando, e organizavam festas incríveis.

Um dos participantes do evento deste ano foi Jonathan Broome, Diretor Tecnológico da Linq3 Technologies, que desenvolve software para a venda de bilhetes de loteria em caixas eletrônicos e bombas de gasolina. A empresa tem pouco mais de cinco anos, ele me conta, mas a sua própria experiência com a APC é de mais de vinte anos. Por isso, ele pôde me falar sobre o progresso da tecnologia da empresa e também do evento Interop.

Para ele, os produtos da Schneider Electric têm hoje muito mais valor nos escritórios distribuídos da sua empresa do que no data center. Isto porque o data center funciona em uma instalação que oferece serviços de colocação de equipamentos e tem uma entrada de fornecimento de energia em rede dupla e geradores que dão o máximo apoio... tudo o necessário. No entanto, a empresa usa PDUs gerenciadas da APC by Schneider Electric em cada rack. "Elas oferecem conectividade e controle total do fornecimento de cada equipamento", comenta.

Os edifícios dos escritórios corporativos são uma outra história. "O fornecimento é muito pouco confiável", me conta. "Nos nossos escritórios ocorrem vários incidentes de energia por mês".

O único gerador de reserva é o de cada edifício, e é usado para alimentar elevadores, iluminação de emergência e outros sistemas similares. Não para os ocupantes.  Por isso, Broome usa os sistemas de fornecimento de energia ininterrupta Smart-UPS da APC by Schneider Electric para oferecer apoio aos PCs dos escritórios e aos switches que fornecem conectividade de rede ao data center remoto.

"Recorremos a essas unidades para regular as quedas de energia e ter proteção quando ocorrem apagões, o que não é pouco comum", segundo conta, que duram entre cinco e trinta minutos. Os nobreaks Smart-UPS permitem que eles continuem operando durante os cortes mais breves. Quando a falta de fornecimento se prolonga, os nobreaks inteligentes garantem que a empresa possa desligar os equipamentos sem problemas, para não perder trabalho e que tudo volte a funcionar quando o fornecimento for restabelecido.

Com sua extensa trajetória no segmento de TI e com os produtos da APC, perguntei a Broome o que ele achava do progresso na família de produtos ao longo dos anos.

"Uma coisa que tem sido constante é a robustez absoluta e a excelente construção", disse. "Sem dúvida, os níveis de eficiência aumentaram e os preços diminuíram, e as capacidades de monitoramento e gerenciamento melhoraram bastante. E coisas simples, como a maior duração das baterias, coisas como essa.  Então, tudo foi muito bom".

Fiz uma pergunta similar sobre o evento Interop. "Desde esses tempos, em que era apenas uma exposição tecnológica, sem stands atraentes e as outras coisas...", disse. "Definitivamente apareceram os stands atraentes e [a exposição acompanhou] as mudanças tecnológicas também. Hoje chega a um público muito mais geral".

Não poderia concordar mais. Acesse o vídeo para assistir a minha entrevista completa com Broome.