Sistemas de energia, refrigeração, racks, segurança física e monitoramento, iluminação e gerenciamento de software
Levante a mão se você já viu um servidor confinado em um armário junto a produtos de limpeza, zunindo, enquanto ficava coberto de poeira. Este tipo de espaço é muito comum em empresas pequenas e médias, ou até em filiais de grandes empresas; e são perigosos.

Não necessariamente para os funcionários, mas para o negócio. Porque os equipamentos de TI não são menos importantes por pertencerem a empresas pequenas e médias e não às grandes corporações, e aqueles utilizados em filiais deveriam receber o mesmo grau de proteção que a infraestrutura de TI de um data center.

Aqui está uma breve checklist para ajudá-lo a determinar se os seus equipamentos de TI estão instalados de maneira ótima.

Energia
Praticamente, todas as salas do servidor precisam de fornecimento de energia ininterrupta (nobreak) e de uma PDU. Note que um nobreak com capacidade maior que 2200 VA não pode ser conectado a um plugue doméstico; ele precisa de uma tomada de maior capacidade ou que um eletricista o conecte a um painel elétrico com cabeamento fixo. A PDU reduz o comprimento de cabeamento necessário e permite fornecer energia a diversos dispositivos com uma mesma fonte. A melhor opção é usar nobreaks e PDUs que possam ser gerenciados de forma remota, que enviem alertas quando as coisas derem errado e permitam aos gerentes desconectar remotamente tomadas de saída específicas, por exemplo, para reinicializar um servidor que não responde.

Refrigeração
Existem múltiplas alternativas para refrigeração que, geralmente, dependem do número de equipamentos de TI que você tem e de onde eles estão localizados. Em alguns casos, o ar condicionado da sala bastará; em outros, será necessário um sistema de refrigeração dedicado. Eis um guia simples:

  • Cargas de TI de menos de 400 watts: usar técnicas de condução que permitam que o calor flua livremente através das paredes.
  • Cargas de TI entre 400 e 700 watts: usar técnicas de ventilação passiva para que o calor flua para o ar mais frio através de uma abertura ou grelha, sem o uso de ventiladores.
  • Cargas de TI entre 700 e 2000 watts: usar técnicas de ventilação assistida por ventiladores.
  • Cargas de TI superiores a 2000 watts: usar sistemas de refrigeração dedicados.

Racks
Muitas empresas pequenas e médias e filiais podem também aproveitar as vantagens dos racks, que são gabinetes que hospedam todos os equipamentos de TI. Eles melhoram a disponibilidade, a organização, o gerenciamento de cabos, a segurança física, a eficácia da refrigeração, a distribuição de energia e o profissionalismo associado ao aspecto geral de um espaço de TI. Você também pode adquirir racks projetados para ambientes de escritório, os quais oferecem uma solução de TI com alimentação, ventilação e isolamento acústico.

Segurança física e monitoramento
A maior ameaça contra a infraestrutura de TI é o erro humano. Os equipamentos mal rotulados, café derramado e outros percalços como esses, rotineiramente causam problemas operacionais e até a falha de sistemas de TI completos. Esses problemas podem ser evitados (em grande medida) fechando a sala do servidor ou o rack, garantindo que apenas os funcionários autorizados possam ter acesso aos equipamentos de TI. Instalar câmeras de segurança e sensores que detectem a presença de fumaça e o movimento, e meçam a temperatura e a umidade também é uma boa ideia.

Iluminação
Ter uma boa iluminação em espaços de TI pequenos costuma ser um problema, dificultando a leitura de rótulos de produtos e a identificação de conexões de cabos. Mas há uma solução simples e econômica: utilizar uma lanterna de cabeça. Assim, obtém-se visibilidade em espaços reduzidos sem ocupar as mãos; além disso, é improvável que esse equipamento possa perder-se, ser danificado ou removido da sala.

Sistemas de gerenciamento de software
Há todo tipo de software para ajudar a gerenciar pequenas salas de servidor a distância. Essas ferramentas oferecem as funções mais variadas, desde o shutdown sem problemas nem intervenção do gerente após um corte de tensão, até a elaboração de relatórios sobre consumo de energia e de avaliações de riscos. Também são oferecidas ferramentas para ajudar o usuário a configurar seu ambiente e determinar quais produtos são mais adequados.

Os ambientes de TI caóticos, inseguros, sem monitoramento e lotados podem gerar períodos de inatividade prolongados e importantes prejuízos. Siga estas recomendações para otimizar suas operações e garantir a segurança da sua infraestrutura de TI de missão crítica. Para mais informações, consulte o white paper Nº 174 da Schneider Electric, "Opções práticas para a implantação de equipamentos de TI em salas de servidor pequenas".